Questão Brasil nº 87 | 24 de Maio de 2016

Assuntos de Goiás TV

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Na linha de Palocci, Eduardo Cunha ameaça delação ‘Explosiva’ para o mundo empresarial – Profissão Político

Eduardo Cunha segue preso vendo seus segredos serem revelados por outras pessoas que estão obtendo benefícios de uma colaboração premiada com as revelações. 

O ex-deputado Eduardo Cunha parece ter se inspirado no ex-ministro Antônio Palocci que viu a corda apertar seu pescoço e resolveu se oferecer para entregar muito mais do que a Lava Jato conseguiu apurar até aqui. 

Se Cunha demorar muito mais a fazer o papel de X-9, quando ele resolver entregar algo a Justiça, pode ser que não haja mais nada que o povo brasileiro, a Polícia Federal ou a Justiça não saibam. 

As condenações de Eduardo Cunha e sua Mulher, Cláudia Cruz, são favas contadas no staff do Juiz Moro e uma colaboração premiada que sirva para desvendar pontos ainda obscuros para os Promotores do MPF. 

Ele só não pode é demorar sinalizar esta delação, sob pena de não ter nada a declarar a não ser contra si mesmo.
 


 

Lula compara Lava Jato a um show de pirotecnia


Ao ser perguntado sobre a Lava Jato, Lula comparou a operação a um show de pirotecnia e reafirmou que 'eles' ficaram reféns dos meios de comunicação para obter sucesso.

Na linha de Palocci, Eduardo Cunha ameaça delação ‘Explosiva’ para o mundo empresarial – Profissão Político

Eduardo Cunha segue preso vendo seus segredos serem revelados por outras pessoas que estão obtendo benefícios de uma colaboração premiada com as revelações. 

O ex-deputado Eduardo Cunha parece ter se inspirado no ex-ministro Antônio Palocci que viu a corda apertar seu pescoço e resolveu se oferecer para entregar muito mais do que a Lava Jato conseguiu apurar até aqui. 

Se Cunha demorar muito mais a fazer o papel de X-9, quando ele resolver entregar algo a Justiça, pode ser que não haja mais nada que o povo brasileiro, a Polícia Federal ou a Justiça não saibam. 

As condenações de Eduardo Cunha e sua Mulher, Cláudia Cruz, são favas contadas no staff do Juiz Moro e uma colaboração premiada que sirva para desvendar pontos ainda obscuros para os Promotores do MPF. 

Ele só não pode é demorar sinalizar esta delação, sob pena de não ter nada a declarar a não ser contra si mesmo.
 


 

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Na linha de Palocci, Eduardo Cunha ameaça delação ‘Explosiva’ para o mundo empresarial – Profissão Político

Eduardo Cunha segue preso vendo seus segredos serem revelados por outras pessoas que estão obtendo benefícios de uma colaboração premiada com as revelações. 

O ex-deputado Eduardo Cunha parece ter se inspirado no ex-ministro Antônio Palocci que viu a corda apertar seu pescoço e resolveu se oferecer para entregar muito mais do que a Lava Jato conseguiu apurar até aqui. 

Se Cunha demorar muito mais a fazer o papel de X-9, quando ele resolver entregar algo a Justiça, pode ser que não haja mais nada que o povo brasileiro, a Polícia Federal ou a Justiça não saibam. 

As condenações de Eduardo Cunha e sua Mulher, Cláudia Cruz, são favas contadas no staff do Juiz Moro e uma colaboração premiada que sirva para desvendar pontos ainda obscuros para os Promotores do MPF. 

Ele só não pode é demorar sinalizar esta delação, sob pena de não ter nada a declarar a não ser contra si mesmo.
 


 

Lula pede a Fachin que investigações baseadas na delação da Odebrecht não sejam envidas a Moro – Legisladores do Brasil



O medo de Lula é que a República de Curitiba já tenha fechado questão sobre sua condenação, o ex-presidente se sente perseguido pela Justiça em 1ª instância. 

O Brasil das desigualdades convive com políticos querendo também ser tratados de forma desigual, senão vejamos, porque Lula quer tanto fugir das mãos de Moro na 1ª instância e ser investigado e julgado pela última instância no Supremo Tribunal Federal, a Justiça não é a mesma em instâncias diferentes? 

Lula quer fugir da perseguição de Sérgio Moro ou quer ter garantias de que também será agraciado com a impunidade, o mimo preferido de qualquer político brasileiro.

Na linha de Palocci, Eduardo Cunha ameaça delação ‘Explosiva’ para o mundo empresarial – Profissão Político

Eduardo Cunha segue preso vendo seus segredos serem revelados por outras pessoas que estão obtendo benefícios de uma colaboração premiada com as revelações. 

O ex-deputado Eduardo Cunha parece ter se inspirado no ex-ministro Antônio Palocci que viu a corda apertar seu pescoço e resolveu se oferecer para entregar muito mais do que a Lava Jato conseguiu apurar até aqui. 

Se Cunha demorar muito mais a fazer o papel de X-9, quando ele resolver entregar algo a Justiça, pode ser que não haja mais nada que o povo brasileiro, a Polícia Federal ou a Justiça não saibam. 

As condenações de Eduardo Cunha e sua Mulher, Cláudia Cruz, são favas contadas no staff do Juiz Moro e uma colaboração premiada que sirva para desvendar pontos ainda obscuros para os Promotores do MPF. 

Ele só não pode é demorar sinalizar esta delação, sob pena de não ter nada a declarar a não ser contra si mesmo.
 


 

Na linha de Palocci, Eduardo Cunha ameaça delação ‘Explosiva’ para o mundo empresarial – Profissão Político

Eduardo Cunha segue preso vendo seus segredos serem revelados por outras pessoas que estão obtendo benefícios de uma colaboração premiada com as revelações. 

O ex-deputado Eduardo Cunha parece ter se inspirado no ex-ministro Antônio Palocci que viu a corda apertar seu pescoço e resolveu se oferecer para entregar muito mais do que a Lava Jato conseguiu apurar até aqui. 

Se Cunha demorar muito mais a fazer o papel de X-9, quando ele resolver entregar algo a Justiça, pode ser que não haja mais nada que o povo brasileiro, a Polícia Federal ou a Justiça não saibam. 

As condenações de Eduardo Cunha e sua Mulher, Cláudia Cruz, são favas contadas no staff do Juiz Moro e uma colaboração premiada que sirva para desvendar pontos ainda obscuros para os Promotores do MPF. 

Ele só não pode é demorar sinalizar esta delação, sob pena de não ter nada a declarar a não ser contra si mesmo.
 


 

Na linha de Palocci, Eduardo Cunha ameaça delação ‘Explosiva’ para o mundo empresarial – Profissão Político

Eduardo Cunha segue preso vendo seus segredos serem revelados por outras pessoas que estão obtendo benefícios de uma colaboração premiada com as revelações. 

O ex-deputado Eduardo Cunha parece ter se inspirado no ex-ministro Antônio Palocci que viu a corda apertar seu pescoço e resolveu se oferecer para entregar muito mais do que a Lava Jato conseguiu apurar até aqui. 

Se Cunha demorar muito mais a fazer o papel de X-9, quando ele resolver entregar algo a Justiça, pode ser que não haja mais nada que o povo brasileiro, a Polícia Federal ou a Justiça não saibam. 

As condenações de Eduardo Cunha e sua Mulher, Cláudia Cruz, são favas contadas no staff do Juiz Moro e uma colaboração premiada que sirva para desvendar pontos ainda obscuros para os Promotores do MPF. 

Ele só não pode é demorar sinalizar esta delação, sob pena de não ter nada a declarar a não ser contra si mesmo.
 


 

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Lula pede a Fachin que investigações baseadas na delação da Odebrecht não sejam envidas a Moro – Legisladores do Brasil



O medo de Lula é que a República de Curitiba já tenha fechado questão sobre sua condenação, o ex-presidente se sente perseguido pela Justiça em 1ª instância. 

O Brasil das desigualdades convive com políticos querendo também ser tratados de forma desigual, senão vejamos, porque Lula quer tanto fugir das mãos de Moro na 1ª instância e ser investigado e julgado pela última instância no Supremo Tribunal Federal, a Justiça não é a mesma em instâncias diferentes? 

Lula quer fugir da perseguição de Sérgio Moro ou quer ter garantias de que também será agraciado com a impunidade, o mimo preferido de qualquer político brasileiro.

Na linha de Palocci, Eduardo Cunha ameaça delação ‘Explosiva’ para o mundo empresarial – Profissão Político

Eduardo Cunha segue preso vendo seus segredos serem revelados por outras pessoas que estão obtendo benefícios de uma colaboração premiada com as revelações. 

O ex-deputado Eduardo Cunha parece ter se inspirado no ex-ministro Antônio Palocci que viu a corda apertar seu pescoço e resolveu se oferecer para entregar muito mais do que a Lava Jato conseguiu apurar até aqui. 

Se Cunha demorar muito mais a fazer o papel de X-9, quando ele resolver entregar algo a Justiça, pode ser que não haja mais nada que o povo brasileiro, a Polícia Federal ou a Justiça não saibam. 

As condenações de Eduardo Cunha e sua Mulher, Cláudia Cruz, são favas contadas no staff do Juiz Moro e uma colaboração premiada que sirva para desvendar pontos ainda obscuros para os Promotores do MPF. 

Ele só não pode é demorar sinalizar esta delação, sob pena de não ter nada a declarar a não ser contra si mesmo.
 


 

Na linha de Palocci, Eduardo Cunha ameaça delação ‘Explosiva’ para o mundo empresarial – Profissão Político

Eduardo Cunha segue preso vendo seus segredos serem revelados por outras pessoas que estão obtendo benefícios de uma colaboração premiada com as revelações. 

O ex-deputado Eduardo Cunha parece ter se inspirado no ex-ministro Antônio Palocci que viu a corda apertar seu pescoço e resolveu se oferecer para entregar muito mais do que a Lava Jato conseguiu apurar até aqui. 

Se Cunha demorar muito mais a fazer o papel de X-9, quando ele resolver entregar algo a Justiça, pode ser que não haja mais nada que o povo brasileiro, a Polícia Federal ou a Justiça não saibam. 

As condenações de Eduardo Cunha e sua Mulher, Cláudia Cruz, são favas contadas no staff do Juiz Moro e uma colaboração premiada que sirva para desvendar pontos ainda obscuros para os Promotores do MPF. 

Ele só não pode é demorar sinalizar esta delação, sob pena de não ter nada a declarar a não ser contra si mesmo.
 


 

terça-feira, 25 de abril de 2017

Lula pede a Fachin que investigações baseadas na delação da Odebrecht não sejam envidas a Moro – Legisladores do Brasil



O medo de Lula é que a República de Curitiba já tenha fechado questão sobre sua condenação, o ex-presidente se sente perseguido pela Justiça em 1ª instância. 

O Brasil das desigualdades convive com políticos querendo também ser tratados de forma desigual, senão vejamos, porque Lula quer tanto fugir das mãos de Moro na 1ª instância e ser investigado e julgado pela última instância no Supremo Tribunal Federal, a Justiça não é a mesma em instâncias diferentes? 

Lula quer fugir da perseguição de Sérgio Moro ou quer ter garantias de que também será agraciado com a impunidade, o mimo preferido de qualquer político brasileiro.

sábado, 22 de abril de 2017

Marconi Perillo e mais 6 goianos são citados na LAVA JATO e cenário para 18 fica imprevisível – Assuntos de Goiás | Questão Brasil

Se não fosse o bastante o desgaste do Governador de Goiás por fazer uma gestão calcada na incompetência para gerir a infraestrutura do estado, um dado novo foi acrescentado para deixar ainda mais imprevisível a disputa pelo Palácio das Esmeraldas em 2018, sim porque a simples citação aos nomes de Marconi Perillo, Iris Rezende, Maguito e Daniel Vilela é combustível para embaralhar ainda mais o jogo político por aqui.

Até onde consta Iris Rezende do alto dos seus mais de 80 anos não será mais candidato, mas ainda é um nome influente na política de Goiás, mas Maguito, Daniel e Marconi ainda tem lenha para queimar em relação a cargos eletivos, sendo que uma investigação na magnitude que é feita pela Polícia Federal no âmbito da Lava Jato pode destruir qualquer pretensão dos mesmos em relação a 2018. Cortejados por vários partidos até outro dia, o clã dos Vilela deve sofrer rejeição à partir de agora, uma vez que o nome de Daniel vai sofrer uma perda natural de credibilidade por estar envolvido supostamente com ilícitos praticados pela Empreiteira Odebrecht.

Com Marconi Perillo o fato complica ainda mais a situação da base governista, o Tucano chefe na política de Goiás já tinha declarado apoio a José Eliton e Wilder Morais como candidatos na chapa majoritária, dois políticos que são Cristãos novos quando assunto é disputa eleitoral, tanto Wilder, quanto Eliton jamais foram testados em urna, não tem garantia de que vão puxar os votos necessários e a aposta do PSDB é que Marconi Perillo faça a diferença no pleito de 2018, mesmo tendo uma rejeição alta. A lista de Fachin pode perder força até o pleito do ano que vem, ao mesmo tempo em que os "suspeitos" podem não dormir tranquilos se tiverem alguma culpa no cartório, uma vez que a Polícia Federal pode amanhecer na cabeceira da cama de qualquer um deles à partir de agora que a lista vazou.

As tais provas cabais contra Lula custam à aparecer, todos os dias alguém diz que o depoimento de fulano, ciclano ou beltrano podem complicar a vida do ex-presidente do Brasil. Lula não foi para cadeia ainda porque o Juiz Sérgio Moro só tem contra ele indícios de que ele tenha cometido algum crime, assim como o Ministério Público Federal em seu Power Point só tem convicção de ele seja o chefe máximo do esquema criminoso, o que coloca para os brasileiros a palavra dos delatores contra a do ex torneiro mecânico que virou Presidente do Brasil.
A Odebrecht diz que deu o dinheiro a Lula em mãos, e em espécie, o que nos remete ao fato de que o dinheiro não tem rasto, cabendo a Marcelo Odebrecht provar que o dinheiro foi mesmo entregue a Lula por meio de um emissário. muitos de nós brasileiros, em algum momento, sendo admirador ou não de Lula já vislumbrou sua prisão, mas é pouco provável que ele seja preso antes de Aécio Neves, José Serra, Marconi Perillo ou Geraldo Alkimin, sim, porque os Tucanos sem a blindagem da mídia se mostram tão enrolados quanto os petistas deste país.

O vazamento da lista de Fachim era pra ser o assunto principal desta "semana santa", mas a mídia resolveu repercutir o depoimento, também "vazado" sem imagens ou áudio, de Marcelo Odebrecht, onde ele diz que deu dinheiro a Lula, o Jornal Nacional perdeu mais de hora do seu precioso tempo para expor a lista e as desculpas dos investigados, deixando claro que só aqueles que são considerados "corruptos importantes" seria apresentados naquele primeiro momento.



O Governo "Golpista ou Ilegítimo" de Michel Temer não escapou ileso desta "Terça Feira Santa", seu calvário ficou evidente tendo na lista de Fachin 9 Ministros de Estado, o que tira por completo a credibilidade da gestão, formada em sua maioria por suspeitos de saquear o país em algum momento da história. Assim como aconteceu com petista num tempo recente, PMDB e PSDB são a bola da vez nas investigações no Supremo Tribunal Federal.
 

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Emílio Odebrecht citou e defesa de Lula aponta em nota vínculo entre Globo e Odebrecht





Íntegra da Nota divulgada pela defesa do ex-presidente Lula 

 "Delações são versões unilaterais de réus que buscam sair da prisão ou obter benefícios pessoais. Todas as referências contidas nas delações devem ser investigadas com isenção e imparcialidade não apenas em relação ao ex-Presidente Lula, mas também em relação a todos os que foram citados, incluindo a sociedade que a Globo manteve com o Grupo Odebrecht, citada na delação de Emílio Odebrecht. 

 Lula sempre atuou para promover o Brasil no exterior, e não para promover determinadas empresas ou empresários" 

 Assina a nota o advogado Cristiano Zanin Martins

Marconi Perillo e mais 6 goianos são citados na LAVA JATO e cenário para 18 fica imprevisível – Assuntos de Goiás | Questão Brasil

Se não fosse o bastante o desgaste do Governador de Goiás por fazer uma gestão calcada na incompetência para gerir a infraestrutura do estado, um dado novo foi acrescentado para deixar ainda mais imprevisível a disputa pelo Palácio das Esmeraldas em 2018, sim porque a simples citação aos nomes de Marconi Perillo, Iris Rezende, Maguito e Daniel Vilela é combustível para embaralhar ainda mais o jogo político por aqui.

Até onde consta Iris Rezende do alto dos seus mais de 80 anos não será mais candidato, mas ainda é um nome influente na política de Goiás, mas Maguito, Daniel e Marconi ainda tem lenha para queimar em relação a cargos eletivos, sendo que uma investigação na magnitude que é feita pela Polícia Federal no âmbito da Lava Jato pode destruir qualquer pretensão dos mesmos em relação a 2018. Cortejados por vários partidos até outro dia, o clã dos Vilela deve sofrer rejeição à partir de agora, uma vez que o nome de Daniel vai sofrer uma perda natural de credibilidade por estar envolvido supostamente com ilícitos praticados pela Empreiteira Odebrecht.

Com Marconi Perillo o fato complica ainda mais a situação da base governista, o Tucano chefe na política de Goiás já tinha declarado apoio a José Eliton e Wilder Morais como candidatos na chapa majoritária, dois políticos que são Cristãos novos quando assunto é disputa eleitoral, tanto Wilder, quanto Eliton jamais foram testados em urna, não tem garantia de que vão puxar os votos necessários e a aposta do PSDB é que Marconi Perillo faça a diferença no pleito de 2018, mesmo tendo uma rejeição alta. A lista de Fachin pode perder força até o pleito do ano que vem, ao mesmo tempo em que os "suspeitos" podem não dormir tranquilos se tiverem alguma culpa no cartório, uma vez que a Polícia Federal pode amanhecer na cabeceira da cama de qualquer um deles à partir de agora que a lista vazou.

As tais provas cabais contra Lula custam à aparecer, todos os dias alguém diz que o depoimento de fulano, ciclano ou beltrano podem complicar a vida do ex-presidente do Brasil. Lula não foi para cadeia ainda porque o Juiz Sérgio Moro só tem contra ele indícios de que ele tenha cometido algum crime, assim como o Ministério Público Federal em seu Power Point só tem convicção de ele seja o chefe máximo do esquema criminoso, o que coloca para os brasileiros a palavra dos delatores contra a do ex torneiro mecânico que virou Presidente do Brasil.
A Odebrecht diz que deu o dinheiro a Lula em mãos, e em espécie, o que nos remete ao fato de que o dinheiro não tem rasto, cabendo a Marcelo Odebrecht provar que o dinheiro foi mesmo entregue a Lula por meio de um emissário. muitos de nós brasileiros, em algum momento, sendo admirador ou não de Lula já vislumbrou sua prisão, mas é pouco provável que ele seja preso antes de Aécio Neves, José Serra, Marconi Perillo ou Geraldo Alkimin, sim, porque os Tucanos sem a blindagem da mídia se mostram tão enrolados quanto os petistas deste país.

O vazamento da lista de Fachim era pra ser o assunto principal desta "semana santa", mas a mídia resolveu repercutir o depoimento, também "vazado" sem imagens ou áudio, de Marcelo Odebrecht, onde ele diz que deu dinheiro a Lula, o Jornal Nacional perdeu mais de hora do seu precioso tempo para expor a lista e as desculpas dos investigados, deixando claro que só aqueles que são considerados "corruptos importantes" seria apresentados naquele primeiro momento.



O Governo "Golpista ou Ilegítimo" de Michel Temer não escapou ileso desta "Terça Feira Santa", seu calvário ficou evidente tendo na lista de Fachin 9 Ministros de Estado, o que tira por completo a credibilidade da gestão, formada em sua maioria por suspeitos de saquear o país em algum momento da história. Assim como aconteceu com petista num tempo recente, PMDB e PSDB são a bola da vez nas investigações no Supremo Tribunal Federal.
 

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Emílio Odebrecht citou e defesa de Lula aponta em nota vínculo entre Globo e Odebrecht





Íntegra da Nota divulgada pela defesa do ex-presidente Lula 

 "Delações são versões unilaterais de réus que buscam sair da prisão ou obter benefícios pessoais. Todas as referências contidas nas delações devem ser investigadas com isenção e imparcialidade não apenas em relação ao ex-Presidente Lula, mas também em relação a todos os que foram citados, incluindo a sociedade que a Globo manteve com o Grupo Odebrecht, citada na delação de Emílio Odebrecht. 

 Lula sempre atuou para promover o Brasil no exterior, e não para promover determinadas empresas ou empresários" 

 Assina a nota o advogado Cristiano Zanin Martins

Marconi Perillo e mais 6 goianos são citados na LAVA JATO e cenário para 18 fica imprevisível – Assuntos de Goiás | Questão Brasil

Se não fosse o bastante o desgaste do Governador de Goiás por fazer uma gestão calcada na incompetência para gerir a infraestrutura do estado, um dado novo foi acrescentado para deixar ainda mais imprevisível a disputa pelo Palácio das Esmeraldas em 2018, sim porque a simples citação aos nomes de Marconi Perillo, Iris Rezende, Maguito e Daniel Vilela é combustível para embaralhar ainda mais o jogo político por aqui.

Até onde consta Iris Rezende do alto dos seus mais de 80 anos não será mais candidato, mas ainda é um nome influente na política de Goiás, mas Maguito, Daniel e Marconi ainda tem lenha para queimar em relação a cargos eletivos, sendo que uma investigação na magnitude que é feita pela Polícia Federal no âmbito da Lava Jato pode destruir qualquer pretensão dos mesmos em relação a 2018. Cortejados por vários partidos até outro dia, o clã dos Vilela deve sofrer rejeição à partir de agora, uma vez que o nome de Daniel vai sofrer uma perda natural de credibilidade por estar envolvido supostamente com ilícitos praticados pela Empreiteira Odebrecht.

Com Marconi Perillo o fato complica ainda mais a situação da base governista, o Tucano chefe na política de Goiás já tinha declarado apoio a José Eliton e Wilder Morais como candidatos na chapa majoritária, dois políticos que são Cristãos novos quando assunto é disputa eleitoral, tanto Wilder, quanto Eliton jamais foram testados em urna, não tem garantia de que vão puxar os votos necessários e a aposta do PSDB é que Marconi Perillo faça a diferença no pleito de 2018, mesmo tendo uma rejeição alta. A lista de Fachin pode perder força até o pleito do ano que vem, ao mesmo tempo em que os "suspeitos" podem não dormir tranquilos se tiverem alguma culpa no cartório, uma vez que a Polícia Federal pode amanhecer na cabeceira da cama de qualquer um deles à partir de agora que a lista vazou.

As tais provas cabais contra Lula custam à aparecer, todos os dias alguém diz que o depoimento de fulano, ciclano ou beltrano podem complicar a vida do ex-presidente do Brasil. Lula não foi para cadeia ainda porque o Juiz Sérgio Moro só tem contra ele indícios de que ele tenha cometido algum crime, assim como o Ministério Público Federal em seu Power Point só tem convicção de ele seja o chefe máximo do esquema criminoso, o que coloca para os brasileiros a palavra dos delatores contra a do ex torneiro mecânico que virou Presidente do Brasil.
A Odebrecht diz que deu o dinheiro a Lula em mãos, e em espécie, o que nos remete ao fato de que o dinheiro não tem rasto, cabendo a Marcelo Odebrecht provar que o dinheiro foi mesmo entregue a Lula por meio de um emissário. muitos de nós brasileiros, em algum momento, sendo admirador ou não de Lula já vislumbrou sua prisão, mas é pouco provável que ele seja preso antes de Aécio Neves, José Serra, Marconi Perillo ou Geraldo Alkimin, sim, porque os Tucanos sem a blindagem da mídia se mostram tão enrolados quanto os petistas deste país.

O vazamento da lista de Fachim era pra ser o assunto principal desta "semana santa", mas a mídia resolveu repercutir o depoimento, também "vazado" sem imagens ou áudio, de Marcelo Odebrecht, onde ele diz que deu dinheiro a Lula, o Jornal Nacional perdeu mais de hora do seu precioso tempo para expor a lista e as desculpas dos investigados, deixando claro que só aqueles que são considerados "corruptos importantes" seria apresentados naquele primeiro momento.



O Governo "Golpista ou Ilegítimo" de Michel Temer não escapou ileso desta "Terça Feira Santa", seu calvário ficou evidente tendo na lista de Fachin 9 Ministros de Estado, o que tira por completo a credibilidade da gestão, formada em sua maioria por suspeitos de saquear o país em algum momento da história. Assim como aconteceu com petista num tempo recente, PMDB e PSDB são a bola da vez nas investigações no Supremo Tribunal Federal.
 

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Emílio Odebrecht citou e defesa de Lula aponta em nota vínculo entre Globo e Odebrecht





Íntegra da Nota divulgada pela defesa do ex-presidente Lula 

 "Delações são versões unilaterais de réus que buscam sair da prisão ou obter benefícios pessoais. Todas as referências contidas nas delações devem ser investigadas com isenção e imparcialidade não apenas em relação ao ex-Presidente Lula, mas também em relação a todos os que foram citados, incluindo a sociedade que a Globo manteve com o Grupo Odebrecht, citada na delação de Emílio Odebrecht. 

 Lula sempre atuou para promover o Brasil no exterior, e não para promover determinadas empresas ou empresários" 

 Assina a nota o advogado Cristiano Zanin Martins

Marconi Perillo e mais 6 goianos são citados na LAVA JATO e cenário para 18 fica imprevisível – Assuntos de Goiás | Questão Brasil

Se não fosse o bastante o desgaste do Governador de Goiás por fazer uma gestão calcada na incompetência para gerir a infraestrutura do estado, um dado novo foi acrescentado para deixar ainda mais imprevisível a disputa pelo Palácio das Esmeraldas em 2018, sim porque a simples citação aos nomes de Marconi Perillo, Iris Rezende, Maguito e Daniel Vilela é combustível para embaralhar ainda mais o jogo político por aqui.

Até onde consta Iris Rezende do alto dos seus mais de 80 anos não será mais candidato, mas ainda é um nome influente na política de Goiás, mas Maguito, Daniel e Marconi ainda tem lenha para queimar em relação a cargos eletivos, sendo que uma investigação na magnitude que é feita pela Polícia Federal no âmbito da Lava Jato pode destruir qualquer pretensão dos mesmos em relação a 2018. Cortejados por vários partidos até outro dia, o clã dos Vilela deve sofrer rejeição à partir de agora, uma vez que o nome de Daniel vai sofrer uma perda natural de credibilidade por estar envolvido supostamente com ilícitos praticados pela Empreiteira Odebrecht.

Com Marconi Perillo o fato complica ainda mais a situação da base governista, o Tucano chefe na política de Goiás já tinha declarado apoio a José Eliton e Wilder Morais como candidatos na chapa majoritária, dois políticos que são Cristãos novos quando assunto é disputa eleitoral, tanto Wilder, quanto Eliton jamais foram testados em urna, não tem garantia de que vão puxar os votos necessários e a aposta do PSDB é que Marconi Perillo faça a diferença no pleito de 2018, mesmo tendo uma rejeição alta. A lista de Fachin pode perder força até o pleito do ano que vem, ao mesmo tempo em que os "suspeitos" podem não dormir tranquilos se tiverem alguma culpa no cartório, uma vez que a Polícia Federal pode amanhecer na cabeceira da cama de qualquer um deles à partir de agora que a lista vazou.

As tais provas cabais contra Lula custam à aparecer, todos os dias alguém diz que o depoimento de fulano, ciclano ou beltrano podem complicar a vida do ex-presidente do Brasil. Lula não foi para cadeia ainda porque o Juiz Sérgio Moro só tem contra ele indícios de que ele tenha cometido algum crime, assim como o Ministério Público Federal em seu Power Point só tem convicção de ele seja o chefe máximo do esquema criminoso, o que coloca para os brasileiros a palavra dos delatores contra a do ex torneiro mecânico que virou Presidente do Brasil.
A Odebrecht diz que deu o dinheiro a Lula em mãos, e em espécie, o que nos remete ao fato de que o dinheiro não tem rasto, cabendo a Marcelo Odebrecht provar que o dinheiro foi mesmo entregue a Lula por meio de um emissário. muitos de nós brasileiros, em algum momento, sendo admirador ou não de Lula já vislumbrou sua prisão, mas é pouco provável que ele seja preso antes de Aécio Neves, José Serra, Marconi Perillo ou Geraldo Alkimin, sim, porque os Tucanos sem a blindagem da mídia se mostram tão enrolados quanto os petistas deste país.

O vazamento da lista de Fachim era pra ser o assunto principal desta "semana santa", mas a mídia resolveu repercutir o depoimento, também "vazado" sem imagens ou áudio, de Marcelo Odebrecht, onde ele diz que deu dinheiro a Lula, o Jornal Nacional perdeu mais de hora do seu precioso tempo para expor a lista e as desculpas dos investigados, deixando claro que só aqueles que são considerados "corruptos importantes" seria apresentados naquele primeiro momento.



O Governo "Golpista ou Ilegítimo" de Michel Temer não escapou ileso desta "Terça Feira Santa", seu calvário ficou evidente tendo na lista de Fachin 9 Ministros de Estado, o que tira por completo a credibilidade da gestão, formada em sua maioria por suspeitos de saquear o país em algum momento da história. Assim como aconteceu com petista num tempo recente, PMDB e PSDB são a bola da vez nas investigações no Supremo Tribunal Federal.
 

terça-feira, 18 de abril de 2017

Emílio Odebrecht citou e defesa de Lula aponta em nota vínculo entre Globo e Odebrecht





Íntegra da Nota divulgada pela defesa do ex-presidente Lula 

 "Delações são versões unilaterais de réus que buscam sair da prisão ou obter benefícios pessoais. Todas as referências contidas nas delações devem ser investigadas com isenção e imparcialidade não apenas em relação ao ex-Presidente Lula, mas também em relação a todos os que foram citados, incluindo a sociedade que a Globo manteve com o Grupo Odebrecht, citada na delação de Emílio Odebrecht. 

 Lula sempre atuou para promover o Brasil no exterior, e não para promover determinadas empresas ou empresários" 

 Assina a nota o advogado Cristiano Zanin Martins

Seguidores