Questão Brasil nº 87 | 24 de Maio de 2016

Assuntos de Goiás TV

quarta-feira, 15 de março de 2017

O plano B de Henrique Meirelles? Fantasma da CPMF volta a assombrar o Brasil – Politica

Caso a reforma da Previdência não passe na integra, como quer Henrique Meirelles, o Governo Temer já teria uma outra carta na manga para ferrar o povo brasileiro, afinal de contas o decorativo se tornou um golpista nato e parece que tomou gosto pelas maldades contra a população sofrida deste país. 

 Segundo o Professor Borges Matias, o governo sempre volta à discussão da CPMF porque é uma contribuição de fácil implantação. Por essa razão, ele acredita ser bem possível que esse imposto ressurja em breve tanto nas operações de crédito como nas de débito bancário.




Ou seja, a população terá, mais uma vez, de pagar a conta pela incapacidade do governo em não conseguir adequar suas despesas para reduzir o déficit. “O desperdício da máquina pública é enorme”, diz o professor.

Gasta-se muito em saúde, por exemplo, mas a qualidade da prestação de serviço deixa muito a desejar. 
 Fonte: Fantasma da CPMF volta a assombrar contribuinte – Jornal da USP

Lava Jato põe política em xeque! Janot pede ao STF 83 inquéritos com base na delação da Odebrecht – Politica



Rodrigo Janot, enviou 320 pedidos para o Supremo Tribunal Federal (STF) com base nas delações premiadas de 78 executivos da Odebrecht. Janot também pediu a retirada de sigilo de parte das revelações feitas pelos ex-funcionários da empreiteira baiana. 

 A retirada do sigilo depende agora do ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF.

 Foram enviados ao Supremo 83 pedidos de abertura de inquérito. Ficarão a cargo da PGR investigações que devem tramitar no STF e também no Superior Tribunal de Justiça (STJ) – a este último serão encaminhadas investigações envolvendo governadores de Estado


Deixa o povo saber quem é ele Sr Ministro. TSE coloca tarja em depoimento que cita Aécio – Politica

Protegido pela mídia e pelo Judiciário do Brasil, Aécio Neves pode ter sim esperança de que vai conseguir sair dessa situação constrangedora em que se meteu. Continuará rico, debochado e acalentando o sonho de que um dia vai governar o Brasil.




Suspeito de envolvimento com tudo de ruim que se possa imaginar, o Mineirinho sempre posou de bom moço, enquanto tramava descaradamente a subida na rampa do Planalto. 

Mesmo com toda cumplicidade da mídia e total complacência do Poder Judiciário, o neto de Tancredo Neves parece ter perdido a confiança da população brasileira que passou a enxergar nele apenas um perdedor nato, inconformado com as seguidas derrotas no campo político.


Hoje é apenas hoje e vai passar, como passam todos os dias, porque contando com a cumplicidade do STF, nenhum brasileiro acredita que Aécio vá puxar 70 anos de cadeia por todos os crimes e desvios dos quais é sempre suspeito, mas que nunca será pego pelos braços da Lei que neste momento esta muito ocupada tendo convicção da culpa de algum petista por ai. 

O Estadão publicou:

A decisão do ministro Herman Benjamin atende ao pedido feito pelo PSDB, que alega que as menções ao partido e à candidatura de Aécio no depoimento de Benedicto Barbosa da Silva Júnior somente se prestaram a "uma indevida exploração política patrocinada junto à imprensa, com a finalidade exclusiva de causar danos à imagem do PSDB, e ao seu presidente, Aécio Neves".
O requerimento do PSDB pedia que também fossem eliminados os trechos do depoimento do ex-presidente da empreiteira Marcelo Odebrecht referentes a Aécio e ao partido, mas a decisão do ministro Herman Benjamin à qual a reportagem teve acesso diz respeito apenas ao teor da oitiva de Benedicto Júnior.


O Estado publicou que em depoimento prestado ao TSE, Benedicto Júnior afirmou que na campanha de 2014 repassou R$ 9 milhões a políticos do PSDB e do PP e ao marqueteiro tucano a pedido de Aécio Neves - presidente nacional da sigla. Segundo Benedicto, a doação foi feita via caixa 2. 

Seguidores